É necessário que o seu navegador tenha o suporte a javascript habilitado para navegar neste site. A Alemanha Nazista e os Judeus Vol.1 - Livraria Sêfer
  • 00 item(s) - R$ 0,00
Seu carrinho de compras está vazio.
  • A Alemanha Nazista e os Judeus Vol.1

A Alemanha Nazista e os Judeus Vol.1

Os anos da perseguição, 1933-1939
Autor: Saul Friedlander
SKU: 12234
Páginas: 456
Avaliação geral:

Apresenta um panorama detalhado, poderoso e consistente, que une o rigor acadêmico ao olhar de escritor, movido tanto pela força da memória de quem viveu os horrores da guerra, como pela disciplina do historiador, ao enfocar o tema com dignidade e distanciamento crítico. É sem dúvida uma obra de referência indispensável.

R$ 105,00 2x de R$ 52,50 s/ juros no Cartão
Disponibilidade: Imediata

Quem comprou esse produto também comprou:

A Alemanha Nazista e os Judeus Vol. 2
R$175,00
em até 3x de R$58,33
O Golem de Praga

R$40,00

R$25,00

A Noite
R$40,00
Torati
R$78,00
Cabala
R$140,00
em até 2x de R$70,00
Haavara - O Acordo de Transferência
R$150,00
em até 3x de R$50,00

Descrição

O êxito e a acolhida das ideias e da pregação política do nazismo pelas elites e pela massa do povo alemão, que se tornou o fundamento do Terceiro Reich, culminaram nos bárbaros crimes cometidos durante a Segunda Guerra Mundial e, por isso mesmo, continuam a ocupar um lugar perturbador e central na consciência histórica da humanidade, num misto de perplexidade e ignomínia, negação e desdém, cuja projeção se concentra iconicamente na figura de seu líder.

 

Sem Hitler, de fato, o nacional-socialismo teutônico provavelmente não teria existido como tal, uma vez que a implementação de sua máquina de extermínio racista exigia uma personagem de enorme carisma, influência, capacidade de aglutinação e mobilização das massas e de sua condução.

 

Se isso tornava o Partido Nazista dependente do führer em suas principais decisões, de um lado, nem por isso, de outro, basta para explicar por que a engrenagem funcionou tão bem. Por certo, seria preciso não só remontar às raízes histórico-ideológicas desenvolvidas pelos processos políticos da Alemanha pós-bismarckiana, tão entranhados no geist germânico, como às consequências socioeconômicas da derrocada na Primeira Guerra Mundial. Foram esses elementos que deram origem aos agentes patológicos que passaram a circular pela mentalidade e pelo corpo da sociedade conflituosa da República de Weimar e que deu ascenso à fúria do führer racial salvador.


Em "A Alemanha Nazista e os Judeus: Os Anos da Perseguição, 1933-1939", Saul Friedländer afirma como causa fundamental do êxito operacional do genocídio judeu o ?antissemitismo redentor?, essa síntese entre uma raiva assassina e uma meta ?idealista?, compartilhada pelo líder nazista e o núcleo duro do partido, ressalvando, porém, que o ?líder nazista não tomava suas decisões independentemente do partido e das organizações governamentais. Suas iniciativas [...] eram moldadas não apenas por sua visão de mundo, mas também pelo impacto de pressões internas, o peso das limitações burocráticas, a influência da opinião pública alemã como um todo e até as reações de governos estrangeiros e opiniões do exterior?.


Outros fatores, contudo, também concorreram para que a história tomasse o rumo que tomou e têm de ser levados em conta. Até que ponto essa obsessão ideológica era compartilhada pelo partido e pela população como um todo? Como as ruas alemãs receberam leis como as de Nuremberg? Como os judeus viram a ascensão do Partido Nacional-Socialista? Qual o papel desempenhado por pessoas comuns e personalidades diante do discurso de ódio e da escalada da violência racial e política, que incluía não apenas os judeus, como os ciganos, os homossexuais, os deficientes físicos e, a longo prazo, as ?raças inferiores? submetidas à supremacia ariana?

 

Saul Friedländer busca as respostas em "A Alemanha Nazista e os Judeus", cuja abordagem não convencional lhe valeu o prêmio Pulitzer de 2008. 


Sobre o autor

Saul Friedländer, nascido em Praga em 1932, historiador de nacionalidade israelita e norte-americana, é mundialmente reconhecido como um dos maiores especialistas do nazismo e do genocídio dos Judeus. É autor de inúmeras obras chave sobre estes temas, nomeadamente de Pio XII e o Terceiro Reich (1964) e da monumental A Alemanha nazi e os Judeus (Prémio Pulitzer, 2 volumes: Os anos da perseguição, 1997, e Os anos do extermínio, 2008).

Avaliação dos Clientes

Seja o primeiro a avaliar este produto.