É necessário que o seu navegador tenha o suporte a javascript habilitado para navegar neste site. Satã em Gorai - Livraria Sêfer
  • 00 item(s) - R$ 0,00
Seu carrinho de compras está vazio.
  • Satã em Gorai

Satã em Gorai

Autor: Isaac B. Singer
SKU: 469
Páginas: 156
Avaliação geral:

Este fascinante romance - escrito originalmente em ídiche - mescla, a um profundo sentido de fragilidade humana,a atmosfera medieval carregada de imagens e projeções evocativas de seu espírito e sua cultura. O que aparece é o relato do que aconteceu em Gorai depois que esta aldeia judaica, perdida nos confins da Polônia, foi devastada por uma terrível horda.

R$ 45,00 no Cartão
Disponibilidade: Imediata

Descrição

Este fascinante romance - escrito originalmente em iídiche - mescla, a um profundo sentido de fragilidade humana, o terso estilo clássico, a magistral estrutura ética com que constrói uma atmosfera medieval carregada de imagens incisivas de um mundo histórico-social concreto e projeções evocativas de seu espírito e sua cultura.

O que aparece é o relato do que aconteceu em Gorai depois que esta aldeia judaica, perdida nos confins da Polônia, foi devastada por uma terrível horda; ao terror e ao martírio os habitantes de Gorai respondem com a esperança não menos irracional de um movimento messiânico que, num combate entre o Sagrado e o Demoníaco, os arrasta quase à total aniquilação.

Isaac Bashevis Singer, um dos ficcionistas mais lidos nos Estados Unidos de hoje, é judeu polonês, tendo imigrado em 1935 para a América onde se dedicou ao jornalismo e à literatura. Recebeu o prêmio Louis Lamed e foi eleito para o National Institue of Arts and Letters pelo conjunto de sua obra. Satã em Gorai, uma das suas criações mais originais, suscita, com força extraordinária, um universo fantástico e o jogo diabólico que domina e subjuga as suas personagens, da qual só reponta a libertação através do sofrimento da fé, que faz catarse no espírito do leitor.

Sobre o autor

ISAAC BASHEVIS SINGER

Nasceu em Radzymin, Polônia, em 1904, filho e neto de rabinos chassídicos. Sem vocação religiosa, seu primeiro emprego foi numa revista literária de Varsóvia, que editou seu primeiro romance em 1932. Três anos depois foi para Nova York, onde passou a trabalhar num jornal iídiche. Seguiu-se uma sucessão de contos e romances que lhe deram fama internacional. Mesmo após conseguir a cidadania americana, continuou a escrever em iídiche, colaborando com os tradutores que vertiam suas obras para o inglês. Seus livros foram adaptados para o teatro e o cinema. Em 1978, ganhou o Prêmio Nobel de literatura. Morreu em Miami, em 1991.

Avaliação dos Clientes

Seja o primeiro a avaliar este produto.
Newsletter